Segurados do INSS reclamam de médicos peritos

Em 2010, o INSS recebeu uma média de 22 mil pedidos de auxílio doença por mês, mas apenas a metade foi atendido. O número preocupa aqueles que precisam do benefício.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Os segurados da Previdência Social com problemas de saúde têm reclamado dos médicos peritos. A maioria não consegue o auxílio-doença. Laércio Pereira de Souza, 41 anos, era analista de produção em uma empresa de informática, mas está afastado do trabalho desde 2008 por causa de hérnias de disco na lombar e na coluna cervical. Em junho do ano passado, o benefício que estava recebendo foi suspenso. Ele tentou por duas vezes recuperá-lo, mas o auxílio foi negado pelos médicos peritos.

Para continuar a receber o dinheiro, o analista de produção teve que entrar na justiça. Laércio contratou um advogado para questionar a decisão da perita e voltar a receber o benefício. Desde que ficou doente, ele passou por duas cirurgias, mais de dez perícias, consultou quatro médicos e dois fisioterapeutas.

Na capital, em média, são pedidos 41.993 benefícios (aposentadorias, pensões, auxílios, entre outros) por mês. A média mensal de auxílios-doenças requeridos é de 22.850. Desse total, cerca de 11.395 auxílios foram indeferidos e 11.455 benefícios concedidos. Por mês, cerca de 1.300 pessoas são encaminhadas à reabilitação profissional no estado de São Paulo. Os números preocupam quem busca amparo na Previdência.

O analista de produção pretende levar dois laudos ao INSS, no mês de junho. Um de um médico que pede o afastamento dele por tempo indeterminado e outro feito pelo profissional que realizou a cirurgia nas costas, que recomenda a aposentadoria.

O presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos, Luiz Carlos Argolo, diz que há carência de servidores. Ele nega que haja um tratamento inadequado. Mas diz que denúncias podem ser feitas se situações como essa existirem.

Perícia
A perícia deve ser agendada pelo telefone (135) ou pela internet. O segurado deve ter em mãos os documentos de identificação. Também é preciso informar o nome do empregador, a doença e o período da licença. O exame só é marcado para quem vai ficar mais de 15 dias sem trabalhar.

Fonte: Globo.com

“SP TV” – Publicado em 31/03/2011 às 15h30

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Segurados do INSS reclamam de médicos peritos

  1. marina da silva disse:

    eu acho que todos tem direito sim !!!!ao menos de ser bem atendido com dignidade, ja se arrasta meses para achar uma consulta medica fazer avaliaçao munir de documentos , e ai a gente chega la nem olha na gente , fica conversando com colegas que estao sem fazer nada , atrapalhando a consulta , ganhando um bom salario e ai o medico escreve la o que quer ( nem lê os laudos medicos ), achei uma falta de respeito comigo , porque sou velha , feia srsrsr mas trabalhei muito ,,,, eu daria tudo para nao estar assim , ai te dou a resposta como posso provar ???? é a minha palavra e a dele …..se tivesse alguem comigo eu poderia provar o mal atendimento . nao fui la mendigar eu paguei por isso inclusive ele ganha porque nos o pagamos ,, atençao , e boa vontade , uma explicaçao dao animo uma so palavra ja faz a diferença !!!! é dever deles estou muito triste arrazada
    ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s