Conheça as doenças que mais afastam os funcionários do trabalho

Arte: Metro Rio  Veja quais são as doenças que mais afetam os trabalhadores

Veja quais são as doenças que mais afetam os trabalhadores

Do Metro Rio

cidades@eband.com.br

Dores no corpo, hérnias, depressão e problemas no coração são as principais doenças que afastam os funcionários do ambiente de trabalho. No ano passado, foram registradas 571 mil licenças trabalhistas com duração superior a 15 dias, uma média de 65 licenças por hora, segundo os registros do Ministério da Previdência Social.

A líder no afastamento do ambiente de trabalho é a dor nas costas, responsável por 160 mil licenças anuais. O segundo sintoma mais frequente são as dores nos joelhos, ao afastar cerca de 107 mil funcionários do serviço em 2010.

Para especialistas, as dores musculares são intensificadas pela falta de atividade física, carregamento de peso de forma incorreta, obesidade e ergonomia inadequada no trabalho. O fumo e a bebida também prejudicam a coluna ao interferir no metabolismo e alterar os níveis de cálcio.

As más condições do local de trabalho e o excesso de serviço são outros fatores que afetam a saúde do funcionário. Sem qualidade de vida e muito estresse, o trabalhador até pode desenvolver quadros depressivos. No ano passado, 56 mil pessoas pediram licença por apresentar transtornos de humor, em especial a depressão. A doença também pode ter sintomas físicos como dores profundas nas costas.

Para diminuir a incidência de doenças o empregado deve optar por hábitos saudáveis e fazer check-ups regularmente. A empresa também deve contribuir com o bem-estar da equipe.

Dor de pai para filho

Para algumas pessoas, a famosa e incômoda dor nas costas pode ser genética, segundo estudos realizados por pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos.

Para realizar a pesquisa, os cientistas analisaram dados de mais de mil moradores do estado de Utah que apresentaram discos hernianos – diagnóstico que resulta em dor crônica nas costas.

Após a análise, os dados mostraram que pessoas com parentes de segundo ou terceiro grau com discos hernianos têm mais risco de desenvolver dores crônicas.

Fonte: eBand.com

“eBand Jornalismo | Saúde” – Publicado em 11/04/2011 às 13h54

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s