Funcionários da Infraero devem parar na quinta-feira (20/10/2011)

Aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas  devem parar para ‘alertar’ sociedade de riscos da privatização associados a transferência de áreas como segurança aeroportuária para o setor privado.

Monica Ciarelli, da Agência Estado

RIO – A semana que começou com voos cancelados por conta das cinzas do vulcão chileno Puyeche promete mais transtornos para os brasileiros que passarem pelos aeroportos de Brasília, Guarulhos e Campinas. Hoje, os funcionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) aprovaram uma greve de 48 horas a partir de quinta-feira contra o modelo de privatização adotado pelo governo para os aeroportos.

Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Francisco Lemos, é preciso alertar a sociedade para os riscos da transferência para a iniciativa privada de atividades como a segurança aeroportuária. “A quem a população vai cobrar se os serviços oferecidos forem precários? Hoje, a sociedade pode cobrar do governo”, argumentou.

Para Lemos, o governo deveria privatizar apenas a área comercial dos aeroportos, deixando o segmento de infraestrutura nas mãos da União. “Os empresários trabalham com um conceito de aeroshopping. Mas, isso pode ser perigoso porque deixa em posição secundária as operações de aviação”, explicou.

O presidente do sindicato lembra que apenas 15% dos aeroportos do mundo são privatizados e que 98% dos acidentes acontecem durante as manobras de pouso ou decolagem. “A paralisação é para alertar a sociedade dos riscos de entregar à iniciativa privada a atividade fim dos aeroportos”, disse. Ao final do protesto, a categoria pretende se reunir novamente para decidir se prorrogam a greve.

Inicialmente, a greve vai mobilizar apenas os três aeroportos – Guarulhos, Brasília e Campinas – que já estão no cronograma de privatização do governo. A expectativa é de que os leilões aconteçam até o início de 2012. Juntos, os aeroportos têm 3 mil funcionários. Mas, Lemos acredita que a paralisação possa mobilizar também trabalhadores de outros aeroportos. Ao todo, a Infraero tem 15 mil funcionários.

Fonte: Estadao.com.br

“Economia & Negócios” – Publicado em 17/10/2011 às 20h 21

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Funcionários da Infraero devem parar na quinta-feira (20/10/2011)

  1. Livia disse:

    Engraçado..Eu adorooooooooo quando este povo, tipo agora da Inbfraero se desesperam…Se voces não são capazes meu amor…byby…Pago valores absurdos em taxas d eembarque para ficar entre 20 a 1hr esperando malas…Nunca na minha em voos domesticos em GUARULHOS fiz embarque e desembarque em fing, somente em remotas… Se o serviço fosse pelo menos BOM, o proprio povo ia ir contra, mas como não é, o povo apoia..

  2. Livia disse:

    Livia eu concordo com voce…Eu tambem nunca embarquei e desembarquei em outro lugar sem ser a remota..Com frio, chuva e vento alem da demora maior ainda.. Esteiras no Brasil é uma comedia de total mal gosto…Os valores pagos nas atxas d eembarque são altos sim pelo serviços que pagamos… Privativação tambem no Rio e Salvador cidades que tambem uso e peno nas minhas viagens

  3. Lucas disse:

    Ótimo uso sempre o aeroporto de Cumbica, para meu desespero tenho uma viagem para Espanha na quinta Feira as 20hs, e vou ter que aturar esses inúteis que já não fazem nada, não fazer mais ainda!! fora o descaso com os usuários, extrema brincadeira de MAL gosto esse povo entrar em greve, acha que todos nós somos iguais a eles que não tem o que fazer!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s