Taxa de desemprego atinge menor marca para mês de março desde 2002

PEDRO SOARES

DO RIO

A taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do país manteve a tendência de queda e fechou o mês de março em 5%. Essa é a menor taxa para o mês de março desde o início da pesquisa, em 2002. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira.

Em março de 2013, a taxa havia sido de 5,7%. No mês passado, a taxa atingiu a menor marca para o mês em fevereiro (5,1%) desde 2003.

O total de pessoas ocupadas ficou estável em relação a março de 2013, totalizando 22,9 milhões de pessoas. Em relação a fevereiro de 2014, houve ligeira queda de 0,2%.

Já o contingente de desocupados somou 1,2 milhão, com recuo de 2,4% frente a fevereiro e retração de 11,6% ante março de 2013, segundo o IBGE.

Os dados do IBGE mostram que o emprego não cresceu em março —as variações tanto em relação ao mesmo mês de 2013 quanto ante fevereiro ficaram dentro da margem de erro da pesquisa. Já os total de desempregados caiu. Ou seja, menos pessoas procuraram trabalho e não pressionaram o mercado de trabalho, o que provocou a redução da taxa de desemprego.

Cimar Azeredo Pereira, coordenador de Emprego e Rendimento do IBGE, disse que neste ano a taxa de desemprego está menor do que nos primeiros meses de 2013 por causa da menor procura por trabalho e da ausência de dispensa de trabalhadores, fato comum para o período. Sazonalmente, há redução de vagas no início do ano.

O fato do Carnaval ter caído em março neste ano pode ter adiado o processo de dispensa de trabalhadores temporários em algumas regiões, como o Rio de Janeiro.

O baixo desemprego contrasta com um cenário de juros maiores, consumo em desaceleração, crédito escasso e menor confiança de empresários. Um dos motivos para a redução é que uma parcela da população formada especialmente por jovens e mulheres deixou de procurar trabalho em busca de oportunidades melhores ou para estudar. Tal situação se deu graças ao ganho de renda das famílias nos últimos anos.

De janeiro para fevereiro, a renda média do trabalhador caiu 0,3%, estimada em R$ 2026,60. Já em relação a março de 2013, houve alta de 3%.

Fonte: Taxa de desemprego atinge menor marca para mês de março desde 2002 – 17/04/2014 – Mercado – Folha de S.Paulo.

“Folha de S. Paulo | Mercado” – Publicado em 17/04/2014 às 09h06 – Atualizado às 10h12.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s