Viga de obra de monotrilho cai, mata um e fere dois em S.Paulo

Obra, que interligará os bairros do Morumbi e Jabaquara, chegou a ser prometida para a Copa - Foto: Marco Ambrosio/FolhapressUma viga de 90 toneladas da obra do monotrilho da linha 17-ouro do Metrô de São Paulo caiu, matou um operário e feriu outros dois no Campo Belo (zona sul), no fim da tarde de ontem (9). A peça de sustentação do monotrilho despencou de uma altura de cerca de 15 metros, por volta das 16h50, sobre a rua Vieira de Morais, na esquina com a avenida Washington Luís – vias que estavam abertas para a circulação de veículos na hora do acidente.

“O anjo da guarda estava aqui porque, se estivesse passando um ônibus ou um carro na hora, seria muito pior”, disse Jair Paca, coordenador da Defesa Civil Municipal.

O risco de desabamento de uma viga na mesma linha 17 já havia provocado a interdição da avenida Jornalista Roberto Marinho em novembro. A obra, que interligará os bairros do Morumbi e Jabaquara, passando pelo aeroporto de Congonhas, chegou a ser prometida para a Copa, mas sofreu atrasos e não ficará mais pronta em 2014.

O Consórcio Monotrilho Integração, responsável pela construção, disse que trabalhadores ajustavam a viga quando a peça caiu. O grupo é formado pelas empresas Andrade Gutierrez, CR Almeida, ScomiEngineering e MPE Montagens e Projetos Especiais.

Os outros dois trabalhadores feridos foram encaminhados para hospitais da região em estado grave, segundo os bombeiros. O consórcio informou, porém, que não corriam risco de morte.
O autônomo Altair Santos, 46, passou debaixo da viga 40 minutos antes do acidente. “Passa ônibus ali de cinco em cinco minutos”, disse.

De acordo com testemunhas, um lado da viga caiu primeiro e outro ficou preso em uma coluna, onde estavam operários. O outro lado da peça desabou depois, atingindo Juraci Cunha dos Santos, 27, que morreu no local.

“Achei que era meu prédio que estava caindo, tremeu tudo”, disse a costureira Ana Teixeira, 66, que mora em um edifício ao lado da obra. “Quando desci para ver, um dos operários ainda estava pendurado por uma mão.”

Os bombeiros levaram 10 minutos para resgatá-lo. Santos, o operário que morreu, veio do Piauí e trabalhava havia um ano na empresa. “Mal aproveitou a vida”, disse Antonio Sabino, irmão do rapaz. “Agora, vamos ver como avisar a nossa mãe”, afirmou.

Uma locadora de veículos ao lado do local do acidente foi interditada pela Defesa Civil. O peso da viga abalou a estrutura de dois andares da locadora, que tem pisos abaixo do nível do asfalto.

Outro caso

A linha 17-Ouro deve ter 18 km de extensão. O monotrilho é um tipo de trem elevado, que circula sobre um único trilho. A tecnologia é inédita em São Paulo e foi alvo de controvérsia entre técnicos e resistência de moradores devido ao impacto visual.

Quando houve a ameaça de queda de uma viga da mesma obra em novembro, trabalhadores afirmaram que ela apresentava deformação na sua estrutura e, por isso, optaram por retirá-la. Ninguém ficou ferido no primeiro episódio.

A previsão de entrega do primeiro trecho, de Congonhas à estação Morumbi da CPTM, era para o primeiro semestre de 2014, mas já tinha sido adiada para 2015. Metrô e consórcio não souberam informar qual será o impacto do acidente no tempo de entrega da linha.

Fonte: http://www.diarioregional.com.br/2014/06/10/editorias/noticias-gerais/viga-de-obra-de-monotrilho-cai-mata-um-e-fere-dois-em-s-paulo/

“Diário Regional” – Publicado em 10/06/2014 às 09h55

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s